DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS DO GRUPO MOTOBOY

 

 

DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS DO GRUPO MOTOBOY


Acreditamos que as empresas só podem florescer em sociedades nas quais os direitos humanos sejam protegidos e respeitados. Reconhecemos que as empresas têm a responsabilidade de respeitar os direitos humanos e a capacidade de contribuir com impactos positivos nos direitos humanos.

Esta é uma área de importância crescente para nossos empregados, contratados, clientes, consumidores, as comunidades onde operamos e grupos da sociedade civil. Existe, assim, um imperativo tanto comercial quanto moral para se assegurar que os direitos humanos sejam respeitados ao longo de todas as nossas operações e nossa cadeia de valor. Esta Declaração de Direitos Humanos contém os princípios gerais que incorporamos a nossas políticas e sistemas.


Nossa política

Alinhados aos Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos da ONU, baseamos nosso compromisso com a política de direitos humanos na Declaração Internacional dos Direitos Humanos e nos princípios relativos aos direitos fundamentais estabelecidos no Declaração da Organização Internacional do Trabalho.


Nossa visão

A visão do GRUPO MOTOBOY consiste em dobrar o tamanho da empresa, ao mesmo tempo reduzindo nosso impacto ambiental e aumentando nosso impacto social positivo.

Nosso Código de Princípios nos Negócios afirma que "conduzimos nossas operações com honestidade, integridade e transparência, com respeito aos interesses e direitos humanos dos nossos empregados, e da mesma forma respeitamos os interesses legítimos daqueles com quem mantemos relacionamentos.”

Em nossas transações comerciais, esperamos que nossos parceiros sigam princípios comerciais consistentes com os nossos. Proibimos a discriminação, o trabalho infantil, forçado ou decorrente do tráfico de pessoas, e temos compromisso com condições de trabalho seguras e saudáveis e a dignidade do indivíduo. Também defendemos a liberdade de associação e de negociações coletivas, bem como procedimentos de consulta e informação eficazes.


Compras responsáveis

Reconhecemos o papel fundamental que nossos fornecedores desempenham em nos auxiliar a fazer compras de forma responsável e sustentável. Nossa Política de Compras Responsáveis estabelece nossas expectativas em relação aos direitos humanos, inclusive direitos trabalhistas, dos trabalhadores da nossa cadeia de suprimento.

Nossos fornecedores devem assegurar a transparência, corrigir quaisquer falhas e promover a melhoria contínua.


Tratando impactos de direitos humanos

Reconhecemos que devemos tomar atitudes para identificar e tratar quaisquer impactos adversos, reais ou potenciais, com os quais possamos estar envolvidos, direta ou indiretamente, em decorrência de nossas atividades próprias ou relacionamentos comerciais. Gerenciamos esses riscos por meio da integração das respostas às nossas devidas diligências em relação às nossas políticas e sistemas internos, atuando nas descobertas, acompanhando nossas ações e comunicando sobre como tratamos os impactos.

Entendemos que as devidas diligências em relação a direitos humanos é um processo contínuo, que exige atenção particular a certos aspectos das nossas atividades comerciais, tais como quando estabelecemos novas parcerias ou quando há mudanças em nossas condições operacionais, já que tais mudanças podem criar novos impactos, efetivos ou potenciais, sobre os direitos humanos.

Reconhecemos a importância do diálogo com nossos empregados, contratados e stakeholders externos, que sejam ou possam ser, potencialmente, afetados por nossas ações. Prestamos atenção em particular a indivíduos e grupos que possam estar sujeitos a maior risco de impactos negativos sobre direitos humanos, devido à sua vulnerabilidade ou marginalização, bem como reconhecemos que homens e mulheres podem enfrentar riscos diferentes.


Reparações

Damos importância ao estabelecimento de reparações efetivas sempre que ocorrerem impactos sobre os direitos humanos, por meio de mecanismos de reclamação dentro da empresa. Continuamos a desenvolver a conscientização e conhecimento de nossos empregados e contratados sobre direitos humanos, inclusive direitos trabalhistas, incentivá-los a denunciar, sem retaliações, sobre quaisquer preocupações que eles possam ter, inclusive por meio de nossos canais de reclamações. Temos o compromisso de continuar a aumentar a capacidade de nossos gestores de identificar e responder, de forma eficaz, a preocupações. Também promovemos a disponibilização de mecanismos de reclamação eficazes por nossos fornecedores.


Nossa governança

Nosso trabalho nesta área conta com o apoio e supervisão dos nossos supervisores e encarregados. Isso assegura que todos os setores de nossa organização tenham um conhecimento claro sobre sua responsabilidade
em relação a direitos humanos.

 


Avançando

Continuamente avaliamos e revisamos como melhor fortalecer nossa abordagem ao tratamento de direitos humanos, inclusive direitos trabalhistas. Acreditamos que trabalhar com iniciativas externas e parcerias como, por exemplo, outros setores da economia, ONGs, sindicatos, fornecedores e outros parceiros comerciais, frequentemente é a melhor maneira de tratar de desafios compartilhados.

Esta Declaração de Política de Direitos Humanos consolida nossos compromissos atuais e aumenta a clareza sobre nossos processos e procedimentos. Seus princípios são implementados ao longo de todas as nossas operações e cadeia de valor.