Maio Amarelo 2022 – nove anos do movimento que salva vidas





 A edição de 2022 traz personagens reais para alertar sobre a importância de seguir as regras

Estamos muito alegres. Depois de dois anos – 2020 e 2021 – em que as ações do Movimento Maio Amarelo tiveram que usar a internet, os aplicativos de mensagens instantâneas e as redes sociais para levar a mensagem de um comportamento seguro no trânsito, em 2022, voltaremos a nos “encontrar” verdadeiramente. A principal descoberta que a pandemia da Covid-19 nos trouxe sobre o Maio Amarelo é que ele é sim, um movimento de “encontros”.

 

Nesse 2022, com a pandemia mais controlada, poderemos incentivar novamente os órgãos do SNT (Sistema Nacional de Trânsito), a iniciativa privada e a sociedade civil organizada a realizar o que tanto faz a diferença num trabalho de conscientização: os encontros! E esses encontros, se dão de diversas formas: palestras, reuniões, passeios, blitzen educativas, fóruns, workshops, seminários, e tantos outros modos de reunir pessoas para falar do que é considerada ainda pela OMS (Organização Mundial de Saúde), como uma epidemia: o elevado número de mortes por sinistros de trânsito.

 

Foram nesses dois anos de pandemia mundial, que entendemos quão importantes são os encontros para que a disseminação dos conceitos de segurança no trânsito possa definitivamente, se instalar na sociedade, de forma a virar hábito e não esforço. É fundamental “olhar no olho” do nosso interlocutor para convencê-lo que, o que ele faz hoje traz risco e pode ter consequências para o resto da vida. O Maio Amarelo volta para a rua em 2022.